Picada de pernilongo: 5 remédios naturais para aliviá-la

Não há quem não se irrite com uma picada de pernilongo, concorda? Esses pequenos mosquitos estão em diversos lugares e, especificamente nos meses mais quentes, podem ser um verdadeiro incômodo.

Inclusive, se você estiver se planejando para praticar turismo sustentável em lugares mais tropicais, poderá se deparar com eles.

A boa notícia é que, com os cuidados certos, as picadas causadas por pernilongos poderão passar despercebidas, a ponto de não atrapalharem sua viagem.

Na leitura a seguir, descubra como isso é possível.

O que causa a picada de pernilongo

Antes, porém, é importante que você entenda o que causa a picada de pernilongo e por que ela resulta em reações como coceira e vermelhidão na pele.

E o que a causa é um fator bem simples: a necessidade que a fêmea desse mosquito tem de se alimentar de sangue.

Durante esse processo, as fêmeas “perfuram” nossa pele, a fim de acessarem algum vaso sanguíneo, e acabam deixando um pouco de saliva para trás. Sendo justamente na saliva que se encontra o problema: por conter algumas substâncias, como coagulantes, ela desencadeia uma reação de defesa das células do local picado, causando a coceira.

Para quem tem alergia à picada de pernilongo, os sintomas são outros

A preocupação, para pessoas alérgicas, deve ser bem maior!

Isso porque, nesse público, a picada de pernilongo pode causar náuseas, tontura, sensação de desmaio e outros sintomas muito mais graves do que uma simples picada.


picada pernilongo
Picada de pernilongo

Curiosidades sobre o assunto

Os pernilongos e suas picadas são realmente interessantes!

Algumas curiosidades sobre eles incluem:

  • o fato de que algumas pessoas realmente são “alvos” mais fáceis do que outras, e acredita-se que isso ocorra por causa do tipo sanguíneo;

  • o fato de que esses mosquitos são atraídos pelo suor e por corpos com temperatura mais alta (aqueles que ingeriram álcool, por exemplo);

  • o fato de a saliva de pernilongo ser composta também por anestésico, o que não necessariamente te deixará sem sentir aquela dorzinha típica da picada e da ferida;

  • o fato de produtos simples, que usamos no dia a dia, poderem ser usados como remédio para aliviar a coceira.

E é precisamente sobre esse último ponto que vamos nos aprofundar. Chegou a hora de conhecer 5 desses produtos, que podem ser tratados como verdadeiros remédios naturais quando o assunto é picada de pernilongo.

Remédios naturais que aliviam a picada de pernilongo

1. Mel

Além de ótima opção para adoçar alimentos, o mel também é eficaz na hora de reduzir a coceira causada pelo inseto, por ser um produto natural antibacteriano e anti-inflamatório.

Uma gotinha dele sobre o local picado já será de grande alívio, acredite!

2. Cebola

Inusitado?

Mas a verdade é que a cebola, por ser antifúngica, alivia a irritação e, ainda, reduz qualquer risco de infecção.

A dica é colocar uma fatia dela sobre o local mordido e deixá-la ali por alguns minutos, enxaguando bem a área em seguida.

3. Babosa

A babosa, também conhecida como aloe vera, tem propriedades anti-inflamatórias e calmantes em seu gel.

Gel esse que, para aliviar a coceira da picada de pernilongo, deve ser aplicado sobre o local atingido e deixado ali para secar.

4. Manjericão

Tendo em sua composição o eugenol, conhecido por ser anestésico e anti-inflamatório, o manjericão também é um aliado contra as picadas de pernilongo.

Para obter seus benefícios sem ter muito trabalho, simplesmente pique algumas folhas frescas dessa erva e esfregue-as no local desejado.

5. Erva-cidreira

A mesma lógica do manjericão serve para a erva-cidreira: pique algumas folhas e aplique-as diretamente no lugar que está coçando.

Elas irão aliviar a coceira e, ainda, acelerar a cura da ferida.

São produtos realmente simples e do dia a dia, não é mesmo?

E o melhor é que alguns deles podem ser solicitados diretamente na pousada onde você estiver se hospedando ou comprados em algum mercado próximo.


Pernilongo
Pernilongo

Prevenir é sempre melhor do que remediar

Mesmo quando se trata de um destino de verão e repleto de natureza, como a Ilha de Boipeba, é possível se prevenir para manter os pernilongos, e suas picadas, bem longe de você.

Uma dica, nesse sentido, é evitar atividades físicas intensas, mesmo durante os passeios, a fim de diminuir a produção de suor e, consequentemente, se tornar uma pessoa “menos atraente” para os mosquitos.

O uso de um bom repelente, por sua vez, também se faz muito necessário: é imprescindível que você não se esqueça dele na hora de preparar sua mala para viajar. Caso o esqueça, não deixe de comprar um quando chegar, combinado?

São iniciativas bem simples, mas que farão total diferença em sua viagem!

Quer um exemplo disso? Aí vai:

Estando por aqui, você com certeza irá querer curtir nossos drinks tropicais únicos, como aqueles vendidos nas praias e ao redor da Praça Santo Antônio. E, seguindo as dicas acima, poderá ingerir álcool sem medo de, com ele, virar um alvo fácil para os pernilongos e suas picadas.

Leia também: Caipirinha de cacau com biribiri: tradição de Boipeba

Afinal, estará com o corpo “blindado” contra eles e, se acontecer de ser picado, já saberá quais remédios naturais utilizar para se livrar da coceira.

Mais dicas para curtir ao máximo sua viagem para a Ilha de Boipeba

Se você gostou desse conteúdo com dicas sobre como aliviar a picada de pernilongo, você vai gostar mais ainda de tudo o que a Ilha de Boipeba tem para te oferecer.

Confira os conteúdos abaixo:

Para mais dicas como essas, visite o Blog da Ilha de Boipeba.

E, se tiver qualquer dúvida sobre sua viagem, principalmente em relação ao planejamento, não deixe de entrar em contato com a Bahia Terra Turismo: somos uma agência especializada no turismo na Ilha de Boipeba e, anualmente, ajudamos milhares de turistas a viverem suas melhores experiências nesse sentido.

É só nos chamar no WhatsApp a qualquer momento para obter todo o suporte de que precisa!


8 visualizações0 comentário

Posts Relacionados

Ver tudo

8 visualizações

0 curtidas

0 comentário

Picada de pernilongo: 5 remédios naturais para aliviá-la

01/06/22