top of page

Turismo consciente: o que é e como praticá-lo

A prática do turismo consciente tem se tornado cada vez mais necessária e cada vez mais difundida no mundo todo. Mas, afinal: do que se trata essa modalidade?

Será que é algo similar ao turismo sustentável?

Será que é algo ao qual todo viajante realmente precisa se adaptar?

São muitas as perguntas que podem surgir. E é por isso que, no artigo a seguir, não só explicamos do que se trata esse termo, como também apresentamos as principais dicas a ele relacionadas.

Não deixe de continuar a leitura até o final.

O que é o turismo consciente

De fato, os termos turismo consciente e turismo sustentável tem a mesma finalidade: levar o turista a perceber que sua presença em cada destino escolhido gera impactos, tanto no meio ambiente quanto na comunidade em si.

Trata-se basicamente de algo voltado para a criação da consciência de que cada viagem não representa apenas a chance de conhecer atrativos turísticos famosos. Mas, além disso, representa também a chance de transformar positivamente o local visitado, fazendo bem a ele, assim como ele faz bem para quem o conhece.

Então, além de se preocupar em juntar dinheiro para a sua próxima viagem, que tal começar, também, a refletir mais sobre como deixar uma marca positiva em todos os seus próximos destinos?

E a boa notícia é que fazer isso é realmente muito fácil, conforme explicado no próximo tópico.

As melhores dicas de como praticar o turismo consciente

Ser um turista consciente é uma tarefa muito simples. Para começar, basta que você:

1. Tente fazer suas viagens na baixa temporada

Sabemos que isso nem sempre é possível, mas ocorre que, ao viajar na baixa temporada, principalmente para um destino que lida bastante com a sazonalidade, você estará ajudando a economia local.

Um destino de praia do litoral paulista, por exemplo, tende a ter queda no número de visitantes no outono e no inverno, mesmo que continue tendo atrativos significativos, como os gastronômicos e os culturais.

Então, porque não escolher fugir das filas e do grande fluxo de pessoas e viajar nos meses menos badalados, não é mesmo?

Os comerciantes locais agradecem.

2. Dê valor para as hospedagens que focam na sustentabilidade

Estando diretamente ligado às práticas sustentáveis, o turismo consciente também é praticado por quem escolhe hospedagens que sejam eco friendly. Ou seja: hotéis, pousadas e outros estabelecimentos que geram o menor impacto possível para o meio ambiente.

Sabe aquela pousada charmosa que foi construída com madeira de reflorestamento e que possui uma horta orgânica para produzir alguns ingredientes para as refeições dos hóspedes?

Pois bem... Essa é uma pousada que entende de turismo consciente.

3. Busque informações que vão além do quesito turístico

Principalmente ao escolher um destino deslumbrante, como Morro de São Paulo, é comum que qualquer pessoa queira focar nas informações turísticas. Mas, para realmente praticar o turismo de forma consciente, dê um passo a mais.

Busque se informar sobre a cultura e, principalmente, sobre a história local. Assim, se tornará mais fácil compreender o modo de vida dos nativos daquele lugar e valorizar o solo sobre o qual estará pisando.

4. Lembre-se que, para apreciar algo, não é preciso retirá-lo de seu lugar

Muitas pessoas decidem fazer uma trilha durante a viagem, veem flores lindas pelo caminho e simplesmente as retiram de seu habitat.

Ou, ainda, ao fazerem mergulho com cilindro ou mesmo mergulho com snorkel, tentam tocar em peixes e estrelas do mar, e até mesmo movê-los.

Pois saiba que essas práticas, entre outras, são exemplos do que não deve ser feito por quem viaja de forma consciente.

Lembre-se: tudo, na natureza, deve ficar em seu devido lugar, sem passar por incômodos.

5. Escolha comprar dos produtores locais

Esta é uma dica que sempre surge nos conteúdos do Blog da Ilha, e vale apresentá-la mais uma vez.

Afinal, é algo muito simples de ser feito.

Então, relembrando: ao invés de fazer suas refeições em franquias famosas, tente comer ao menos uma vez em um restaurante verdadeiramente local. E, ao invés de comprar em grandes lojas, dê oportunidade para quem produz roupas, lembrancinhas e outros itens em baixa escala, tirando desta prática o seu sustento.

Estes são apenas exemplos, claro. Há muito que você pode fazer.

Outras dicas de como praticar o turismo consciente incluem:

  • Gerar o menor número possível de lixo e fazer o descarte nos locais apropriados;

  • Evitar atrações turísticas que usam animais como foco e causam estresse nos mesmos;

  • Conversar sobre o assunto com outras pessoas que amam viajar, de modo a disseminá-lo.

Realmente não é difícil, concorda? Basta ter iniciativa e se esforçar um pouco.

Um dos melhores destinos para colocar estas dicas em prática

Agora, depois de ler todas as explicações e dicas dos parágrafos anteriores, é muito provável que você tenha obtido a inspiração necessária para de fato ser um turista mais consciente na próxima viagem que decidir fazer.

Inclusive, pode ser até mesmo que já esteja com vontade de viajar, justamente para tentar colocar em prática o maior número possível de dicas. Assim poderá perceber que, mesmo por meio delas e de uma modalidade turística tão específica, é, sim, possível ter uma viagem incrível, daquelas que ficam na memória para sempre.

Resta, então, a grande dúvida: qual deve ser o destino escolhido?

E essa é a nossa sugestão: escolha a magnífica Ilha de Boipeba, localizada no Baixo Sul do estado da Bahia.

Não importa qual seja o seu estilo de viagem: se prefere o luxo ou se preza por algo mais econômico, optando até mesmo por fazer um mochilão, por exemplo. Sempre há chances de colocar as dicas acima em prática neste destino, que está literalmente em meio à natureza.

Aqui a sustentabilidade é muito valorizada, em todos os sentidos, principalmente pelo fato de se tratar uma ilha que, como tal, deve sofrer o menor número de impactos possível.

Então, não perca tempo: já sabendo como praticar o turismo consciente, descubra as principais coisas de Boipeba que deve saber e comece a se preparar quanto antes para conhecer esse paraíso de uma forma que seja benéfica para todos os envolvidos. 


4 visualizações0 comentário

Comentários


4 visualizações

0 curtidas

0 comentário

Turismo consciente: o que é e como praticá-lo

27/05/24

bottom of page