top of page

Mochilão na Bahia: 3 destinos em um roteiro

A Bahia é o estado brasileiro que possui o litoral mais longo, com aproximadamente 1000 quilômetros de praias belíssimas. Ainda engloba em seu litoral duas dentre as três maiores baías do Brasil, sendo a de Todos os Santos a segunda maior do mundo. Tudo isso destaca o estado quanto ao quesito turismo e faz com que praticar um mochilão na Bahia seja tudo de bom.

Mochilão na Bahia Ilha de Boipeba
Mochilão na Bahia passando pela Ilha de Boipeba

E como nós da Bahia Terra Turismo somos andarilhos e viajantes profissionais apaixonados por nossa terrinha, conhecemos muito bem o que estamos prestes a compartilhar com você, caro leitor.

O que apresentaremos aqui se destaca dentre os mais importantes destinos turísticos do Brasil, com possibilidades mil de lazer, incluindo passeios, trilhas, praias incríveis, rios, manguezais, cachoeiras e vilas bucólicas, além de festas e ótimas opções para curtir noites incríveis no mais puro clima da “Ilha da fantasia”. 

Transfer do Morro de São Paulo para Boipeba no mochilão pela Bahia
Transfer do Morro de São Paulo para Boipeba em caminhonete 4x4 no mochilão pela Bahia

Continue conosco e descubra 3 destinos formidáveis para a prática do mochilão e que agregam tudo isso. Observe que elaboramos uma proposta de roteiro contínuo geograficamente, com os destinos podendo ser curtidos separadamente ou em uma única viagem. Tudo vai depender da sua disponibilidade de tempo e do seu planejamento.

  • 3 destinos do mochilão na Bahia

  • Morro de São Paulo

  • Ilha de Boipeba

  • Barra Grande

  • Os três destinos em um único mochilão na Bahia

3 destinos do mochilão na Bahia

1. Morro de São Paulo

O farol do Morro de São Paulo em meio à Mata Atlântica
O farol do Morro de São Paulo em meio à Mata Atlântica

A Costa do Dendê é simplesmente mágica, uma região do litoral baiano que foi literalmente pincelada com todo capricho pelo Criador. Assim sendo, nosso roteiro de mochilão na Bahia inicia pelo Morro de São Paulo, a vila mais famosa dessa região.

Não é à toa que Morro, como é carinhosamente chamado pelos baianos, tornou-se uma potência turística. O lugar é genuíno em diversos aspectos e reúne um conjunto de elementos que proporcionam atmosfera única e sedutora.

Uma vila histórica

O Morro de São Paulo era habitado por tupinambás quando os portugueses desembarcaram por lá pela primeira vez entre 1536 e 1537, liderados por Francisco Romero. Portanto, estamos tratando de um dos povoados mais antigos do Brasil colonial. 

Morro de São Paulo desenhado por D. Pedro II quando da sua visita no dia 05 de outubro de 1859
Morro de São Paulo desenhado por D. Pedro II quando da sua visita no dia 05 de outubro de 1859

Logo no desembarque, os turistas se deslumbram com a enorme Fortaleza Tapirandu e com o magnífico Portaló, ambos construídos entre os séculos XVII e XVIII. 

Ao caminhar pela vila, é possível perceber sem qualquer esforço, diversos monumentos que mantêm viva a história local e também parte da história baiana e nacional. A exemplo da Igreja Nossa Senhora da Luz, da Fonte Grande, do farol e algumas ruínas misteriosas pouco compreendidas pelo grande público, como o grande muro de pedras localizado na trilha que sobe para o farol.

E o mais interessante, muitos desses monumentos estão posicionados em locais cuja natureza é esplendorosa, ampliando ainda mais o deslumbre dos visitantes.

As praias do Morro de São Paulo

Se você já está empolgado na leitura até aqui, se prepare, pois o quesito praias eleva muito o conceito do Morro de São Paulo, principalmente quando o sugerimos como um destino perfeito para o mochilão na Bahia.

Mar azul na Primeira Praia do Morro de São Paulo
Mar azul na Primeira Praia do Morro de São Paulo

Uma ótima sugestão de passeio por lá, que não possui custo algum e qualquer pessoa com disposição e saúde pode fazer, é caminhar pelas suas lindas praias e se deslumbrar com paisagens de cinema.

E o melhor: todas as praias do Morro de São podem ser percorridas em um único dia, no melhor estilo trilha bate-volta. São 8 quilômetros de um litoral riquíssimo e de paisagens muito diversas entre si, passando pela Primeira Praia, Segunda, Terceira, Quarta e chegando até o fim da Quinta Praia, também conhecida como Praia do Encanto.

Além da caminhada, o Morro de São Paulo oferece uma diversidade de opções de lazer, como o passeio de lancha que dá uma volta completa na Ilha de Tinharé, com paradas espetaculares, a exemplo das piscinas naturais de Moreré, na vizinha Ilha de Boipeba.

Bar temático e passarela de madeira na Segunda Praia do Morro de São Paulo
Bar temático e passarela de madeira na Segunda Praia do Morro de São Paulo

A ilha da badalação

Outra característica genuína e que atrai uma multidão de turistas do mundo inteiro, são as famosas festas que o Morro de São Paulo proporciona. Tanto é, que os dias por lá só começam às 12h00, já que em geral as pessoas só dormem quando os dias amanhecem.

A badalação acontece de várias maneiras: na praia, em barzinhos, casas de show intocadas na Mata Atlântica e até em embarcações, no melhor do clima paradisíaco que a ilha proporciona.

A paradisíaca Praia de Moreré na Ilha de Boipeba
A paradisíaca Praia de Moreré na Ilha de Boipeba

2. Ilha de Boipeba

Fazendo fronteira ao sul da Ilha de Tinharé (Morro de São Paulo), está uma das ilhas mais bonitas do Brasil, analisando tanto sob a perspectiva das belezas naturais como seu estado de conservação ambiental. E assim como Morro, Boipeba é perfeita para a prática do mochilão na Bahia.

A ilha é realmente tudo o que dizem e muito mais. É tudo o que você poderá ver em fotos publicadas na internet e muito, mas muito mais! E o melhor, você poderá conhecê-la dando sequência à sua viagem que iniciou pelo Morro de São Paulo.

Mais uma vila histórica

Diferentemente do Morro de São Paulo, você não encontrará tantos monumentos históricos explícitos pela Ilha de Boipeba além da antiquíssima Igreja do Divino Espírito Santo, construída pelos jesuítas no início do séc. XVII. 

A antiga Igreja do Divino Espírito Santo em Boipeba
A antiga Igreja do Divino Espírito Santo em Boipeba

Mas por outro lado, os elementos culturais são nítidos, já que as comunidades da ilha estão muito mais preservadas. Herdeiros dos tupinambás, hoje em dia seus povoados são reconhecidos como quilombolas, dada a visível ancestralidade também dos africanos que pela região foram escravizados.

A história viva pode ser observada nos costumes pesqueiros e na mariscagem, na utilização de canoas tupinambá e da cestaria de palha, na produção de farinha, na maravilhosa gastronomia local e nos lindos festejos e tradições religiosas, como a festa do padroeiro Divino Espírito Santo.

As praias de Boipeba

Seguindo a retórica já aqui esplanada, caminhar pelas praias de Boipeba é algo único e revela paisagens tão bonitas que podem ser facilmente comparadas ao que se vê em fotos de ilhas e arquipélagos do Pacífico e Índico. 

Contemplação na Praia da Ponta dos Castelhanos em Boipeba
Contemplação na Praia da Ponta dos Castelhanos em Boipeba

São praias paradisíacas repletas de elementos que assim as caracterizam, como coqueiros debruçados sobre um mar verde azulado e cristalino. As paisagens podem variar muito com a mudança das marés, formando piscinas naturais na maré baixa em seus distantes recifes de corais e se tornando uma grande piscina natural de águas mornas na maré cheia.

A costa de Boipeba entre a sede da Bahia Terra Turismo na Boca da Barra e o povoado de Cova da Onça possui 17 quilômetros de extensão e passa por algumas das praias eleitas diversas vezes dentre as 10 mais belas do Brasil, a exemplo de Moreré, Cueira e Ponta dos Castelhanos. 

Os mais preparados fisicamente podem cobrir todo o percurso caminhando, mas também há a opção de fragmentá-lo em 2 ou 3 dias, de maneira a aproveitá-lo com mais calma. 

Outra opção maravilhosa de passeio é conhecer as mesmas praias pelo ângulo marítimo através do passeio “volta à ilha” de Boipeba. Uma ótima oportunidade de mergulhar nas piscinas naturais de Moreré e de visitar a belíssima contra costa da ilha, apinhada de manguezais e rios da região.

As noites em Boipeba

Boipeba não é um destino que oferece grandes festas e noitadas como o Morro de São Paulo, mas possui algumas opções para curtir a noite de maneira mais suave e, principalmente, com menos gente.

A Praça Santo Antônio e ponto de encontro na noite de Boipeba
A Praça Santo Antônio e ponto de encontro na noite de Boipeba

A ilha dispõe de diversos barzinhos e restaurantes estilosos que funcionam na iluminada Praça Santo Antônio, muitos deles com música ao vivo no estilo voz e violão. Mas também rola encontro de DJs e música eletrônica. 

Outra opção é curtir a noite na paradisíaca praia de Moreré, que costuma ser bem envolvente com todo o climão da natureza, do céu estrelado e dos barzinhos pé na areia que proporcionam muita música dançante como samba e forró.

3. Barra Grande

Mar cristalino e coqueiral preservado em Barra Grande
Mar cristalino e coqueiral preservado em Barra Grande

E quando você pensar que já viu de tudo entre Morro de São Paulo e Boipeba, eis que surgem os encantos do maravilhoso povoado de Barra Grande, situado na extremidade da incrível Península de Maraú e às margens da terceira maior baía do Brasil, a Baía de Camamu.

A vila é um verdadeiro portal e proporciona um incrível universo de possibilidades e paisagens exóticas variadas, que vão desde praias paradisíacas tão bonitas quanto as de Morro e Boipeba, até grandes lagoas de água doce paralelas ao mar, ilhas sensacionais e até cachoeiras.

A histórica região de Barra Grande

Mapa antigo da atual Costa do Dendê
Mapa antigo da atual Costa do Dendê. Reprodução / Albernaz - 1640

A vila de Barra Grande em si não possui um antigo monumento histórico que referencie seu passado. Mas devemos lembrar que a Baía de Camamu foi acessada pelos portugueses nos primórdios do séc. XVI, empreendendo o antigo povoado na atual cidade de Camamu, uma das vilas mais antigas do Brasil e onde se encontram igrejas seculares impressionantes.

Não esquecendo de Maraú, município do qual Barra Grande é distrito, que apesar de mais novo que Camamu, também dispõe de centro histórico muito interessante.

As atrações de Barra Grande

Barra Grande é a união das belezas compostas pela Península de Maraú e pela Baía de Camamu, região única para o mochilão na Bahia. Quanto ao quesito praias, se você quiser ficar realmente maravilhado, precisa fazer a caminhada entre a vila de Barra Grande e a Praia de Taipu de Fora.

Mergulho na piscina natural de Taipu de Fora em Barra Grande
Mergulho na piscina natural de Taipu de Fora em Barra Grande

O trecho possui aproximadamente 10 quilômetros e passa pelas lindíssimas praias da Ponta do Mutá, Bombaça e Três Coqueiros, que oferecem mar cristalino, coqueirais fantásticos e muitas piscinas naturais formadas na maré baixa. 

Porém, o grande destaque no quesito piscina natural é a Praia de Taipu de Fora. É muito impressionante a grande piscina natural desse lugar, formada bem na beirinha da praia e acessível sem a necessidade de embarcações. Um verdadeiro aquário natural onde um simples mergulho com snorkel te levará a outras dimensões.

Não perca a oportunidade de conhecer também as lagoas Azul e do Cassange, que estão posicionadas bem próximas do mar. Assistir ao pôr do sol e também ao entardecer em qualquer lugar dessas lagoas pode te proporcionar uma experiência única e multi-colorida!

Entardecer fantástico na Lagoa do Cassange em Barra Grande
Entardecer fantástico na Lagoa do Cassange em Barra Grande

E se você pensa que acabou, não perde por esperar a dica que daremos agora: é possível conhecer as principais ilhas da Baía de Camamu através de um lindo passeio de lancha

Mas o “pulo do gato” mesmo é quando após todos estarem encantados com praias desertas e paradisíacas, a lancha mergulha por túneis de manguezais e surpreendentemente se depara com uma linda cachoeira, oportunizando banhos incríveis sem sequer sair da lancha, não é impressionante?

Badalação em Barra Grande

Nem tanto nem tão pouco, assim podemos traduzir a noite em Barra Grande, se comparado ao que Morro de São Paulo e Boipeba oferecem respectivamente. Sua orla é muito charmosa à noite, com diversos barzinhos pé na areia iluminados no estilo penumbra, onde rola música ao vivo e dançante de diversos estilos e para todos os gostos. 

As rústicas ruas de areia do centrinho de Barra Grande também preservam o charme de bucólicos vilarejos de pesca. Por lá também se encontram barzinhos com bom movimento à noite.

Agora, fique atento a esta dica: procure realizar as caminhadas sempre aproveitando o auge da maré baixa. Para isso, avalie a tábua das marés da região. As melhores paisagens e formação de piscinas naturais acontecem nessa fase da maré, além de muitas praias não serem acessíveis na maré cheia.

Os três destinos em um único mochilão na Bahia

Sua viagem poderá seguir exatamente na ordem que sugerimos neste artigo, e para que flua de maneira bem dinâmica, é preciso saber que o acesso à região se dá através de transportes terrestres e aquáticos. 

Uma ótima maneira de trafegar entre os destinos citados na Costa do Dendê é através dos transfers da Bahia Terra Turismo, uma agência nativa da Ilha de Boipeba e especialista no turismo da região. 

Você poderá planejar seu roteiro com o auxílio dos nossos colaboradores, eles são preparados para dirimir todas as dúvidas, facilitando assim a organização do seu roteiro. 

E aqui vai uma dica extra: os custos do translado podem baixar muito se optar pelos transfers coletivos. Para alguns trajetos são várias opções, não deixe de conferir!

E agora que você já sabe como organizar seu roteiro de mochilão na Bahia pela belíssima Costa do Dendê, entre em contato conosco para tirar suas dúvidas sobre transfers e passeios nesses destinos, através do WhatsApp da nossa Central de Reservas e comece agora mesmo o planejamento da sua viagem! 


19 visualizações0 comentário

Posts Relacionados

Ver tudo

Comments


19 visualizações

0 curtidas

0 comentário

Mochilão na Bahia: 3 destinos em um roteiro

08/06/24

bottom of page