top of page

Ecoturismo Bahia: 4 destinos incríveis para a prática

Falar de ecoturismo na Bahia é fácil, apesar da globalização e de todo o processo de urbanização desenfreada que o mundo vem sofrendo nas últimas décadas.

O estado da Bahia ainda possui destinos privilegiadíssimos para a prática do turismo ecológico, com uma espantosa variedade geográfica que proporciona muitos cenários diversos, compostos por elementos que às vezes estão próximos, mas muito diferentes entre si.

Vamos conhecer alguns destinos baianos incríveis para a prática do ecoturismo? Continue conosco!

  • Chapada Diamantina

  • Ilha de Boipeba

  • Itacaré

  • Parque Nacional Marinho de Abrolhos

Chapada Diamantina

Quando falamos de Chapada Diamantina, é preciso que você entenda que se trata de uma região enorme no coração do estado da Bahia, que reúne 26 cidades e onde predominam os biomas do cerrado, da caatinga e da mata atlântica.

Você pode estar numa região árida de caatinga e numa mesma trilha mergulhar num cânion por dentro de uma serra com o clima sendo resfriado instantaneamente, Mata Atlântica fechada surgindo e de repente uma grande cachoeira com um mundão de água aparecendo bem na sua frente.

Cada cidade Chapada possui sua riqueza cultural e natural, listamos algumas com conteúdos linkados para que você possa entender o que cada uma delas proporciona em se tratando de trilhas e passeios.

  1. Lençóis - A capital da Chapada é também a principal cidade do Parque Nacional. Ponto de partida para diversos passeios e trilhas. Destaque para a trilha da Cachoeira do Sossego, o trekking entre Lençóis e o Vale do Capão e o passeio para o Pantanal Marimbus.

  2. Ibicoara - Possui duas das cachoeiras mais impressionantes do Brasil, seu grande tesouro. Sugerimos um passeio de dois dias a partir de Lençóis para as trilhas das cachoeiras do Buracão e da Fumacinha.

  3. Itaetê - Cidade repleta de grandes e imponentes cachoeiras, com possibilidade de um passeio de quatro dias saindo de Lençóis, para quatro trilhas que levam às cachoeiras da encantada, do Herculano, da Roncadeira e do Bom Jardim.

  4. Vale do Capão - Além de ser um lugar especial e cercado de natureza quase virgem, pode ser ponto de partida para a trilha da fantástica cachoeira da Fumaça por cima, que dura apenas um dia. Agora se você gosta de trekking de verdade, é possível sair de lá também para o trekking de três a quatro dias para a cachoeira da Fumaça por baixo.

Ilha de Boipeba

Um dos lugares mais bonitos do Brasil, e porque não dizer do mundo, a ilha de Boipeba é o destino perfeito para o ecoturismo. Sugerimos alguns pontos e passeios da ilha que você não pode deixar de conhecer, vamos lá?

  1. Praia de Moreré - É possível chegar nessa praia de algumas formas: num passeio de quadriciclo e no passeio de lancha “volta à ilha”. Há também a opção de se hospedar por lá, assim terá mais tempo para explorar o que Moreré possui de melhor.

  2. Praia da Ponta dos Castelhanos - É possível chegar lá numa longa caminhada pelas praias, mas é preciso combinar com algum guia nativo para passar pelo manguezal de Bainema, além de uma canoa para atravessar o rio Catu. Tem um passeio combinado com mergulho que é muito especial!

  3. Manguezais de Boipeba - A contra-costa de Boipeba possui natureza intocada, de amplos manguezais que oferecem belas oportunidades. Nossas dicas especiais aqui ficam por conta dos passeios de caiaque ou SUP com pôr do sol, e de canoa tupinambá pelos rios e mangues da ilha.

  4. Caminhar pelas praias - Temos certeza que os verdadeiros amantes do ecoturismo vão curtir muito essa opção. Ela oportuniza que você conheça todas as praias da ilha, cada recanto, com seu próprio esforço e mais lentamente. Caminhar pelas praias poderá ser sua maior aventura na ilha.

Itacaré

A cidade cresceu e já não é mais uma vila de pescadores como nos anos 80 e início dos anos 90, mas suas trilhas entre praias por dentro da Mata Atlântica continuam intactas, bem como as cachoeiras próximas. Conheça os principais pontos de Itacaré:

  1. Trilha para a praia do Italiano - Atualmente conhecida como Prainha, a trilha inicia na praia da Ribeira, uma caminhada lindíssima por dentro da Mata Atlântica te levará a uma prainha cercada por dois morros de coqueirais e mata. Certamente uma das praias mais bonitas do Brasil e com natureza muito preservada.

  2. Trilha das 4 Praias - Pegar a BA - 654, depois a BA - 001 até a entrada da Trilha das 4 Praias, da Engenhoca, da Camboinha, do Havaizinho e de Itacarezinho. A trilha inteira dura aproximadamente 1 hora e meia e é inesquecível!

  3. Da engenhoca para Jeribucaçu - Seguindo pela BA - 654 sentido Ilhéus, no km 06 entrar numa estradinha de barro por mais 3 km até um estacionamento pago. De lá você deve seguir por uma trilha de aproximadamente 30 minutos até a praia de Jeribucaçu. É um dos trechos mais bonitos de Itacaré!

  4. Cachoeira do Tijuípe - Seguindo pela BA - 001 sentido Ilhéus, pouco antes de descer a serra para a praia de Pé de Serra você verá uma placa grande sinalizando a entrada por uma porteira de fazenda e uma guarita. A trilha é bem curtinha e a cachoeira lindíssima. Por lá você encontra um restaurante muito bonito com mirante para a mata e para a cachoeira.

Parque Nacional Marinho de Abrolhos

O Arquipélago de Abrolhos foi transformado em Parque Nacional Marinho no dia 06 de abril de 1983 pelo Decreto federal nº 88218. São 87.943 hectares de uma unidade de conservação que ajuda a proteger a região de maior biodiversidade marinha do Brasil e Atlântico Sul.

Está situado a 70 km da costa, mais especificamente da cidade de Caravelas, no extremo sul baiano. O arquipélago é composto pelas ilhas: Redonda, Siriba, Sueste, Guarita e Santa Bárbara.

Existem passeios náuticos que saem de Caravelas e podem ser no estilo bate-volta ou de 1 a 4 pernoites. Temos certeza que a maneira que você escolher será um passeio extraordinário!

As águas azuis de Abrolhos proporcionam visibilidade plena para mergulhos que poderão proporcionar um contato pleno com a biodiversidade marinha, podendo avistar tartarugas cabeçuda, verde e de pente, corais diversos e uma infinidade de peixes coloridos. Lembrando que é possível ver baleias Jubarte entre junho e novembro.

Os passeios permitem uma trilha guiada na ilha da Siriba. Com cerca de 1600 metros de extensão, permite o desembarque do turista em terra firme, o contato próximo com um ninhal de Atobás-brancos e também com a Grazina do bico vermelho, aves marinhas que residem no arquipélago.

Em geral, as ilhas são habitat de diversas espécies de aves marinhas, residentes e migratórias: grazina do bico vermelho, atobás brancos e marrons, fragatas, beneditos etc. Para saber mais, acesse o site do Parque Nacional Marinho de Abrolhos.

Se você gostou deste post, continue conosco, o blog da Bahia Terra Turismo está repleto de conteúdos novos que podem te auxiliar no planejamento e organização da sua viagem!

192 visualizações0 comentário

Posts Relacionados

Ver tudo

Comments


192 visualizações

0 curtidas

0 comentário

Ecoturismo Bahia: 4 destinos incríveis para a prática

19/05/23

bottom of page