top of page

Como montar um roteiro de viagem: 15 dicas imperdíveis

Viajar é uma das melhores coisas da vida, não é mesmo? Quem não pensa em uma viagem dos sonhos pelo menos uma vez na semana? Em relaxar num paraíso sob a sombra de um coqueiro ou mesmo desfrutando de um ótimo hotel repleto de conforto e atividades de lazer? Porém, para o êxito de qualquer viagem, faz-se necessário um mínimo de planejamento, e entender como montar um roteiro de viagem é um bom começo

Por isso resolvemos compartilhar um pouco da nossa experiência escrevendo este artigo com 15 dicas imperdíveis que te auxiliarão a fazer o itinerário da sua viagem. 

Fique atento às próximas linhas e aproveite!

1. Defina o destino para montar seu roteiro de viagem

roteiro de viagem
Organização no roteiro de Viagem

Escolher para onde viajar é algo que certamente precisa vir do fundo do seu coração, mas também se faz necessário pensar em lugares que se adequem à realidade do tempo disponível e do quanto pretende investir. 

Sendo assim, o ideal é escolher um destino que atenda inicialmente suas expectativas, para posteriormente iniciar a pesquisa, colhendo todas as informações necessárias que deverão compor seu roteiro de viagem.

Durante a pesquisa, se pergunte que estilo de turismo gosta de fazer? Curte mais conforto ou uma viagem mais rústica? Pretende economizar ou investir sem preocupações? Tudo isso te auxiliará também no perfil do destino, a começar pelo custo inicial da viagem, onde deverá ser avaliado se necessitará de avião, navio, trem, ônibus, carro alugado, carro próprio, ou mesmo uma combinação de alguns desses elementos.

2. Analise a data da viagem

organize a data da viagem com antecedência
Escolha bem a data da sua viagem

Saber as características climáticas do seu destino ao longo do ano é muito importante, para que possa observar se a data que escolheu condiz exatamente com o que está buscando. 

Por exemplo: se pretende esquiar no Chile, certamente deverá viajar no auge do inverno do hemisfério sul, o que te permite uma janela entre o fim de junho e meados de agosto. Mas se vai para uma ilha maravilhosa na Bahia, o ideal é que escolha uma data entre os meses de setembro e março.

3. Determine sua disponibilidade de tempo

disponibilidade de tempo para sua viagem
Organize o tempo correto da sua viagem

Para montar um bom cronograma de viagem, é importante saber por quanto tempo pretende viajar. Assim, poderá pesquisar as opções de passeios que existem no local e o que melhor se encaixa na sua disponibilidade.

Além disso, o tempo também determina as possibilidades de explorar mais amplamente a região onde seu destino está inserido, se existem belos locais próximos que valem a pena encaixar no seu roteiro.

Uma viagem para Porto Seguro, por exemplo, oferece uma infinidade de passeios a partir da própria cidade, mas também possibilita que você possa alugar um carro e sair explorando o litoral sul até Prado e conhecendo as maravilhas de Arraial d’Ajuda, Trancoso, Caraíva, Corumbau, etc.

O fato é que quanto maior o tempo da sua viagem, mais oportunidades de conhecer lugares fantásticos, mas também maior o custo do empreendimento. Tenha isso em consideração ao montar seu roteiro de viagem.

4. Confira qual a estação e o padrão de clima no período da viagem

programe-se com o clima e as estações do ano
Clima e estações do ano para sua viagem

Se o seu sonho é conhecer a Ilha de Boipeba na Bahia e suas férias acontecem sempre no mês de julho, o auge do inverno por lá e período cujas possibilidades de chuva na ilha são grandes, você tem duas opções: ou arrisca e passa a depender da sorte, ou muda o plano e escolhe um destino seco, a exemplo da Chapada Diamantina.

Portanto, conhecer o padrão climático do destino escolhido te ajudará a medir riscos meteorológicos, de maneira que possa aproveitar melhor sua viagem.

5. Veja se a data escolhida cai na alta ou na baixa temporada

Essa questão está intrinsecamente ligada ao custo da viagem. Aqui no Brasil, por exemplo, a alta temporada ocorre entre dezembro e fevereiro, época das férias escolares. Nesse período, o custo de hospedagens e serviços no litoral sobe bastante, mas em contrapartida, é o momento mais oportuno para dias ensolarados e mar cristalino.

Mas observe que o verão pode não ser a alta temporada de destinos que precisam de tempo seco, a exemplo de quem quer conhecer as águas azuis e cristalinas das cachoeiras da Chapada dos Veadeiros. 

A questão é que o verão por lá é chuvoso, sendo ideal os meses secos de inverno, quando o volume das cachoeiras diminui e as águas azuis tornam os cenários mais deslumbrantes.

Portanto, fique atento quanto a relação dos destinos e seus períodos de alta e baixa temporadas.

6. Entenda como chegar ao montar seu roteiro de viagem

Essa questão é fundamental para o êxito de um roteiro de viagem. Se você dispõe de 4 dias e para chegar e retornar do destino pretendido levará 2 dias inteiros, significa que terá 2 dias livres para passear. Essa condição atende às suas expectativas? 

Assim, é importante entender os meios de transporte necessários, seus custos, tempo de viagem, se os horários entre transportes combinam, se existem riscos no percurso e a melhor maneira de driblá-los. 

Como exemplo, se você sairá do Rio de Janeiro e pretende realizar uma viagem para o lindo Morro de São Paulo, precisará primeiramente de uma passagem aérea até Salvador. Em seguida, é preciso analisar a melhor forma de viajar do aeroporto de Salvador até Morro de São Paulo, sendo que existem diversas possibilidades como: avião, catamarã, transfer semi-terrestre, etc. 

Por isso, é preciso fazer as cotações e entender direitinho os detalhes que serão necessários para chegar com conforto e segurança no seu destino de viagem. Analisar o tempo total do deslocamento e verificar se o mesmo está de acordo com o roteiro é um dos pontos mais importantes para que sua viagem seja bem sucedida.

7. Escolha onde se hospedar

organize os lugares certos para hospedagem
Organize sua hospedagem

Este tópico é fundamental e por isso será preciso pesquisas detalhadas, pois os riscos de comprar “gato por lebre” aqui são grandes. Inevitavelmente, sempre buscamos por melhores preços no momento de escolher um hotel ou pousada. 

Porém, a questão mais importante e que deve estar no primeiro lugar da pauta é definir a categoria da hospedagem. Para isso, siga este roteiro de perguntas:

  • A estética e a arquitetura são diferenciados? 

  • Possui piscina? 

  • Como é o café da manhã?

  • Qual a estrutura do quarto?

  • Possui garagem? 

  • A localização é boa? 

  • O que dizem a respeito da hospedagem na internet? 

Claro que é importante conseguir preço, mas observe se a hospedagem que vai escolher atende aos seus critérios de exigência antes de bater o martelo.

8. Pesquise o que fazer ao montar seu roteiro de viagem

Um momento bem importante durante a pesquisa sobre o destino é verificar as opções de passeios que existem por lá. O que pode ser feito sem custos e os passeios contratados imperdíveis que não podem ficar de fora.

Ao montar seu roteiro de viagem, procure organizar a rotina de passeios por dia, mas não seja tão rigoroso e deixe que a viagem inspire e possibilite alterações no cronograma. O grande desafio de organizar os dias e lugares que pretende visitar é que dificilmente esquecerá algo importante, além de aprender previamente sobre o que encontrará em cada passeio.

9. Avalie o custo da viagem

Sem planejamento prévio, sua viagem dos sonhos poderá lhe custar uma fortuna! Por isso é fundamental que siga o plano que traçamos até aqui, levantando o orçamento de cada passo dado. Ao final, terá um valor estimado e a condição de ponderar até quanto está disposto a gastar nessa viagem, podendo ampliar ou diminuir o investimento conforme a necessidade.

10. Faça um check list para não esquecer de nada

organize sua lista de viagem
Check list para sua viagem

Se você não quiser esquecer por itens importantes que devem ser levados na mala, sempre faça um bom check list, ele pode salvar sua viagem de surpresas extremamente desagradáveis. 

Quer um exemplo real? Já imaginou viajar para surfar nas águas geladas de uma praia deserta no norte do Peru, onde não existem lojas de surfe nem comércio algum, e na hora de entrar no mar descobrir que esqueceu a roupa de borracha? Ou ir acampar em um parque nacional deserto e na hora de acampar de tardezinha perceber que esqueceu a barraca de camping?

Para evitar situações como essas, faça uma lista prévia com tudo o que precisa levar ao montar seu roteiro de viagem. Mas faça isso com calma e se for preciso, leve alguns dias, pois à medida que for lembrando de cada item, vai preenchendo a lista.

Organize sua lista por zonas (tipos de produtos):

  • Higiene;

  • Roupas (aqui ainda é possível fragmentar mais, definindo tipos de roupas, se necessário);

  • Calçados;

  • Acessórios;

  • Eletrônicos;

  • Farmácia;

  • Maquiagem;

  • Documentos;

  • Equipamentos esportivos;

  • Dentre outros.

11. Decida entre mala ou mochila

escolha a melhor opção de bagagem para sua viagem
Mala ou mochila para sua viagem

O tipo de bagagem depende muito de para onde e como você viajará. É bem simples, se irá para um hotel estilo resort, cujos traslados serão de avião e carro, uma mala atenderá perfeitamente suas necessidades. 

Mas se você pretende viajar para a Chapada Diamantina, por exemplo, onde fará trilhas e os transportes são bem precários, o ideal é que vá de mochilão, acomodando nas costas tudo o que precisa. Nesse caso, vale a pena levar também uma mochila de ataque (mochila menor) para pequenos roteiros de um dia.

12. Contrate um seguro de viagem

É sempre bom estar seguro quanto a questões médicas, afinal de contas, nunca se sabe o que está sujeito a acontecer em uma viagem. Especialmente para quem fará uma viagem internacional. 

O seguro de viagem garantirá atendimento médico e hospitalar em casos de doenças e emergências durante a viagem, podendo realizar consultas e até mesmo internações e remédios necessários.

Existem destinos que obrigam que o turista tenha seguro de viagem, mas fora isso, eles podem te livrar de grandes cifras em tratamentos e internações hospitalares no exterior. Outra vantagem é poder ligar para uma central na hora da urgência, indicando onde buscar o socorro. 

13. Saiba como se comunicar no local

Fique atento sobre a comunicação no local para onde está indo, se possui internet e qual a telefonia que melhor funciona. Existem locais no litoral brasileiro onde só funciona uma determinada companhia telefônica, valendo a pena comprar um chip dessa telefonia para facilitar a comunicação.

14. Confira quais os principais documentos para uma viagem internacional

Já pensou ser barrado no aeroporto por não ter tomado a vacina exigida no destino da viagem? Ou por não ter a documentação necessária? Se vai para o exterior, não esqueça a lista de documentos que sugerimos abaixo: 

  • RG e CPF;

  • CNH;

  • Passaporte;

  • Visto de viagem;

  • Passagens de ida e volta;

  • Comprovantes de hospedagem;

  • Comprovantes de meios financeiros;

  • Certificado Internacional de Vacinação (CIVP) com as vacinas requeridas em dia.

Além disso, verifique as exigências necessárias de cada país pelos quais irá a passar durante sua viagem.

15. Entenda a taxa de câmbio para montar seu roteiro de viagem

tarifa do câmbio para viagem
Taxa de câmbio para montar sua viagem

Se não quer passar perrengue com as questões de conversão do real para a moeda local do seu destino, estude direitinho para não ser pego de surpresa. A conversão entre moedas é onde mais se perde dinheiro em viagens internacionais, por isso fique atento.

O termo câmbio significa a compra da moeda local que será utilizada ao longo da sua viagem. Se você estiver nos EUA, terá que pagar com dólar americano, na Inglaterra, libras esterlinas. 

Hoje em dia os cartões de crédito facilitam muito e dão segurança aos viajantes, mas lembre-se de desbloqueá-lo para uso internacional. Procure levar pelo menos 25% do aporte financeiro necessário para a viagem em dinheiro na moeda do destino, ou em uma conta digital multimoedas, assim evitará casas de câmbio locais (nem sempre disponíveis) e imprevistos.

Sabe como montar um roteiro de viagem, mas ainda não decidiu o destino?

Se você ainda não descobriu o destino perfeito para sua próxima viagem, temos uma dica especial! 

A Ilha de Boipeba, localizada na Bahia, é um dos lugares mais lindos e charmosos do litoral brasileiro, com praias paradisíacas cercadas de recifes de corais e piscinas naturais de água cristalina. 

Um destino cujas praias figuram entre as mais lindas do país e que se mantém completamente preservadas, além de oferecer hospedagens estilosas e restaurantes sensacionais. Confira nosso roteiro de 5, 6 ou 7 dias para Salvador e a Ilha de Boipeba, aproveite nossas dicas e faça uma viagem incrível!

7 visualizações0 comentário

Comments


7 visualizações

0 curtidas

0 comentário

Como montar um roteiro de viagem: 15 dicas imperdíveis

12/06/24

bottom of page