top of page

6 cachaças baianas que vale a pena experimentar

Historicamente falando, a Bahia é um celeiro na produção de cachaça no Brasil, e isso se dá em função da imensa importância que esse estado teve na produção de açúcar, com muitos engenhos em atividade desde o séc. XVI até o séc. XIX.

Para quem não sabe, a cachaça é um dos derivados da cana de açúcar, portanto, o conhecimento ancestral da sua produção também deriva dos antigos engenhos que existiram espalhados por Salvador, Recôncavo, e litoral sul do estado da Bahia. No âmbito nacional, a Bahia figura como segundo maior produtor de cachaça de alambique do Brasil, perdendo apenas para Minas Gerais.

E tudo isso é muito especial, não é mesmo? Que tal realizar uma viagem de turismo sustentável e conhecer algumas das principais cachaças baianas e herdeiras de toda essa história?

Cachaças baianas

1 - Cachaça Artesanal de Abaíra

Cachaca Artesanal de Abaira
Cachaça Artesanal de Abaíra

A famosa cachaça de Abaíra, cidade localizada na região da Chapada Diamantina, é referência nacional em se tratando de cachaça de alambique. A produção é realizada pela Associação dos Produtores de Aguardente da Microrregião de Abaíra (APAMA).

O conhecimento antigo da produção de cachaça foi sistematizado por um grupo de produtores locais que, a partir de 1986, fundaram a associação e construíram a primeira fábrica comunitária da cidade.

Hoje, a marca de Cachaça Abaíra concentra 144 produtores, produz aproximadamente mil litros por produtor anualmente e exporta para diversos países do mundo. Portanto, a Cachaça Abaíra é uma marca coletiva, produto cultural de uma região!

A Cachaça Abaíra é uma das mais famosas do mundo, sendo encontrada em muitas lojas online e estabelecimentos especializados no Brasil e exterior.

2 - Cachaça orgânica Serra das Almas em Rio de Contas

Cachaca organica Serra das Almas em Rio de Contas
Cachaça orgânica Serra das Almas em Rio de Contas

Produzida na Fazenda Vaccaro em Rio de Contas, a Cachaça Serra das Almas possui um alambique super bem avaliado nacionalmente, tendo sido a primeira cachaça baiana a receber certificação orgânica no Brasil.

Desde 1998, foi eleita a melhor cachaça branca do país, o que pode ser conferido de perto se hospedando na Fazenda Vaccaro, que oportuniza turistas em conhecer o alambique, o processo de produção da cachaça, oferecendo excelentes acomodações em sua pousada de hospedagem camponesa.

São chalés sobre as árvores e outras suítes, com diárias que incluem café da manhã, banheiro privativo e quartos com varanda e vista 360º para até 4 pessoas. O local também oferece WI-FI e estacionamento privado.

3 - Cachaça Matriarca

Cachaca Matriarca
Cachaça Matriarca

Produzida artesanalmente a mais de três décadas pela Fazenda Cio da Terra no extremo sul baiano, a Cachaça Matriarca foi fundada reunindo conhecimentos antigos, quando o Sr. Adalberto Alves Pinto instalou um pequeno alambique movido a tração animal em sua propriedade para a produção de cachaça artesanal.

A marca produz 4 rótulos e uma variedade de cachaças: a cristal, que descansa em domas de aço inoxidável, a ouro, envelhecida em tonéis de madeira, a bálsamo, umburana, louro canela, jequitibá rosa, carvalho e a mais famosa cachaça Matriarca, a jaqueira.

Hoje, a Cachaça Matriarca Ouro Jaqueira é vendida em todo o país e exportada para vários lugares do mundo, sendo constantemente premiada e reconhecida nos principais concursos do ramo.

4 - Cachaça Amada

Produzida em Dias D’Ávila, na região metropolitana de Salvador, a Cachaça Amada possui um alambique de muita qualidade, comprado da família Barreto em 2013. Atualmente produz 24 mil litros de cachaça envelhecida em madeiras como grapiá e castanheira.

A Cachaça Amada participa dos principais eventos e concursos de cachaça do Brasil, a exemplo da Expo Cachaça Brasil Bier, realizada anualmente. Seus produtos podem ser adquiridos nas principais lojas online especializadas em cachaça e também no exterior.

5 - Cachaça Rio do Engenho


Cachaca Rio do Engenho
Cachaça Rio do Engenho

Sediada em Ilhéus, sul da Bahia, a Cachaça Rio do Engenho tem sua origem em terras onde foi instalado um dos primeiros engenhos de açúcar do Brasil, nos primórdios da Capitania Hereditária São Jorge dos Ilhéus.

A cana floresceu na região ainda na primeira metade do séc. XVI em terras pertencentes a Mem de Sá, que construiu ali um engenho de açúcar do qual hoje só restam ruínas e a capela primitiva Nossa Senhora Santana, datada do séc. XVI.

Em 2005, a propriedade foi comprada por paulistanos que retomaram o plantio da cana com um novo propósito: transformar o caldo da cana fermentado no destilado mais famoso do Brasil, a cachaça!

A Cachaça Rio do Engenho produz diversas categorias de aguardente: ouro, prata, reserva, black, bálsamo, carvalho europeu, carvalho americano, blend 3 madeiras e amburana. Seus produtos são vendidos em loja online própria e exportados para diversos países.

6 - Cachaça Artesanal Velha Boipeba

Poucos sabem, mas a ilha de Boipeba foi um dos primeiros povoados portugueses da Bahia, tendo sido fundada na segunda metade do séc. XVI pelos jesuítas.

Há indícios de ter existido por lá um dos mais antigos engenhos de açúcar da Bahia, mas o certo mesmo é que a cultura da produção de açúcar e seus derivados permaneceu e atravessou os séculos na ilha, lembrando que hoje, toda ela é considerada de origem quilombola.

É nesse cenário que nasce a Cachaça Velha Boipeba, quase como um resgate da ancestralidade na produção de uma cachaça artesanal que é uma verdadeira obra de arte. Provavelmente, é a cachaçaria mais rústica de todas as citadas aqui, sendo sua receita transmitida de pai para filho.

A Cachaça Velha Boipeba é vendida em todos os mercados da ilha, além de estar presente também em diversas pousadas e restaurantes. Se você vai a Boipeba e curte a famosa destilada, não pode deixar de degustar esta maravilha baiana.

O Blog da Ilha

Se você curtiu este artigo, saiba que no Blog da Ilha existe muito mais! São centenas de textos já publicados com tudo o que você precisa saber sobre a ilha de Boipeba antes de organizar sua viagem para lá.

Além disso, são dezenas de posts publicados mensalmente, portanto, se você deseja aproveitar ao máximo o paraíso, não pode deixar de conferir tudo o que publicamos sobre ele, aprecie sem moderação!

238 visualizações0 comentário

Posts Relacionados

Ver tudo

Comments


238 visualizações

0 curtidas

0 comentário

6 cachaças baianas que vale a pena experimentar

30/01/24

bottom of page